Conteúdo do estudo

Idiomas disponíveis

VISÃO GERAL DO MERCADO

1.1 Definição e apresentação do mercado

O mercado da medicina e da cirurgia estética inclui vários segmentos distintos :

  • cirurgia plástica da técnica de remodelação do corpo através de procedimentos cirúrgicos para corrigir uma anomalia morfológica ou a aparência externa do corpo do paciente;
  • medicina estética que representa todo o aconselhamento, cuidados e tratamentos não cirúrgicos concebidos para melhorar a aparência estética de um paciente;
  • Os produtos cosmecêuticos  situados a meio caminho entre cosméticos e medicamentos, que contêm ingredientes activos que permitem um tratamento dermatológico específico (rugas, olheiras, etc.).

Por conseguinte, a cirurgia cosmética diz apenas respeito a operações no corpo das pacientes, como a cirurgia da mama, o procedimento mais popular. A medicina estética, por outro lado, pode ser praticada por médicos de clínica geral ou especialistas. A grande maioria dos procedimentos de medicina estética envolve injeções sob a pele, por exemplo, para reduzir rugas. Os cosmecêuticos são mais frequentemente utilizados para corrigir o envelhecimento da pele, embora a sua eficácia ainda não tenha sido comprovada.

O mercado global de cirurgia estética e medicina está crescendo a todo vapor. Este crescimento é particularmente impulsionado pelo dinamismo das regiões asiáticas, que são atualmente o principal foco da demanda mundial.  No entanto, o mercado continua a ser dominado em grande parte pelos Estados Unidos e pelo Brasil. Para estes países, os maiores atores incluem Allergan plc, Alma Lasers, Anika Therapeutics, Inc. e Merz Aesthetics Inc.

No Brasil, as perspetivas parecem promissoras. De acordo com os dados recentemente divulgados pela Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC), desde 2014 o número de profissionais que trabalham neste setor cresceu 567%, passando de 72 mil para mais de 480 mil. Segundo a mesma associação, só em 2019, o setor avançou mais de R$47,5 mil milhões, e a previsão de crescimento para 2020 é superior a 14%. Este progresso deve-se ao maior nível do padrão de vida da população, aliado a culturalmente alta preocupação com a aparência física dos brasileiros.

1.2 O mercado mundial

Como o mercado pode ser definido de muitas maneiras diferentes, dependendo dos segmentos que decidimos incluir ou não, o tamanho do mercado global varia muito dependendo das fontes utilizadas. Para este estudo, vamos nos concentrar na cirurgia plástica e na medicina estética não invasiva (***). Assim, nos tamanhos ...

1.3 O mercado brasileiro

Conforme assinalamos na seção anterior, o Brasil é um gigante da medicina estética mundial. Sendo o segundo país que registrou o maior número de procedimentos médicos estéticos após os Estados Unidos em **** com *.***.***, o Brasil foi o líder mundial no número de procedimentos ...

ANÁLISE DA DEMANDA

2.1 A relação privilegiada dos brasileiros com o corpo e a beleza

O Brasil é um país onde a relação a auto-expressão, alegria de viver e beleza são culturalmente muito fortes. Seja durante as grandes celebrações de Carnaval, onde as pessoas se expressam sem pensar duas vezes ou na música local (***) para homens e os bikinis mais finos ...

2.2 Tipologia da demanda

      A. As cirurgias plasticas

As cirurgias plásticas/invasivas podem ser divididas em * categorias: cabeça e rosto; seios e corpo. A distribuição do número total de cirurgias entre essas três categorias é bastante equilibrada, tendo cada uma delas cerca de um terço dos procedimentos.

Tipos de cirurgia ...

2.3 Tipologia dos pacientes

Sem informação sobre o sexo dos pacientes no Brasil, podemos utilisar as porcentagems para o mundo interio como um proxy para ter uma idéia. Nesta escala, **,*% das pessoas que se submetem a um tratamento cosmético são mulheres e apenas **,*% são homens. Estes números mudam pouco ...

ESTRUTURA DO MERCADO

3.1 Cirurgiões e clínicas

No Brasil, em ****, o número de cirurgiões plásticos era de ****, ou seja **,*% do número de cirurgiões plásticos no mundo. Este é o segundo maior número de cirurgiões plásticos do mundo depois dos Estados Unidos (***). Isto significa que, devido às diferenças de população, ...

3.2 Produção de equipamentos de cirurgia plastica e medicina estética

A produção de equipamentos para fins estéticos inclui a fabricação de próteses mamárias, produtos injetáveis, equipamentos e finalmente cosmecêuticos. Como o mercado estético exige altos custos de entrada e tecnologia avançada, a maioria dos fabricantes está na produção de um desses ...

3.3 Distribuição multicanal e aumento da autonomia dos consumidores finais

Os clientes que procuram tratamento médico cosmético podem ir a hospitais ou outras práticas no caso do tratamento requerer intervenção profissional (***). Entretanto, nem todos os tratamentos se enquadram nesta categoria. Há cada vez mais processos que os clientes podem fazer independentemente, para não mencionar todo o ...

ANÁLISE DA OFERTA

4.1 Preços

O preço de uma cirurgia plástica pode variar enormemente dependendo do cirurgião, da região onde você está e do trabalho a ser feito, entre outros. No entanto, a Dra. Luciana Pepino, membro especialista em cirurgia plastica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plastica (***) dá as seguintes estimativas :

Dentre ...

REGULAMENTO

5.1 Se tornar cirurgião

Devido à grande responsabilidade que lhes foi confiada e ao altíssimo nível técnico exigido, o treinamento para se tornar cirurgião plástico é a especialidade médica que requer os mais longos estudos no Brasil. Consiste em um curso médico padrão de * anos, uma residência em ...

POSICIONAMENTO DOS JOGADORES

6.1 Segmentação

  • Allergan plc
  • La Roche-Posay
  • Laboratoires Sebbin
  • Arion
  • Pierre Fabre

Para ler mais, compre o estudo completo

What is in this market study?

  • What are the figures on the size and growth of the market?
  • What is driving the growth of the market and its evolution?
  • What are the latest trends in this market?
  • What is the positioning of companies in the value chain?
  • How do companies in the market differ from each other?
  • Access company mapping and profiles.
  • Data from several dozen databases

  • This market study is available online and in pdf format (30 p.)
  • Download an example
  • Consult our offers ConsultingSubscription, Press & Education.

Método

Dados
Analistas 1 sector analisado
em 40 páginas
Método
Controle

Analistas

  • Principais Universidades
  • Parecer do perito

Dados

  • Bases de dados
  • Imprensa
  • Relatórios da empresa

Controle

  • Actualização contínua
  • Vigilância permanente

Método

  • Estrutura sintética
  • Gráficos padronizados

Analistas

Hugo S.

chargé d'études économiques, Xerfi

Hugo S.

Hugo S. logo 1 Hugo S. logo 2
Mathieu Luinaud

Associate Consultant

Mathieu Luinaud

Mathieu Luinaud logo 1 Mathieu Luinaud logo 2
Education Formation
Robin C.

PhD Industrial transformations

Robin C.

Robin C. logo 1 Robin C. logo 2
Pierre D.

Analyst

Pierre D.

Pierre D. logo 1 Pierre D. logo 2

Ross Alumni Club France

Arnaud W.

Arnaud W. logo 1 Arnaud W. logo 2

Analyste de marché chez Businesscoot

Amaury de Balincourt

Amaury de Balincourt logo 1 Amaury de Balincourt logo 2
Pierrick C.

Consultant

Pierrick C.

Pierrick C. logo 1 Pierrick C. logo 2
Maelle V.

Project Finance Analyst, Consulting

Maelle V.

Héloise Fruchard

Etudiante en Double-Diplôme Ingénieur-Manager Centrale

Héloise Fruchard

Héloise Fruchard logo 1 Héloise Fruchard logo 2
Imane E.

EDHEC

Imane E.

Imane E. logo 1 Imane E. logo 2
Vincent D.

Auditeur

Vincent D.

Vincent D. logo 1 Vincent D. logo 2
Eva-Garance T.

Eva-Garance T.

Eva-Garance T. logo 1 Eva-Garance T. logo 2
Michela G.

Market Research Analyst

Michela G.

Michela G. logo 1 Michela G. logo 2
Azelie P.

Market Research Analyst @Businesscoot

Azelie P.

Azelie P. logo 1 Azelie P. logo 2
Cantiane G.

Market Research Analyst @Businesscoot

Cantiane G.

Cantiane G. logo 1 Cantiane G. logo 2
Jules D.

Consultant

Jules D.

Jules D. logo 1 Jules D. logo 2
Alexia V.

Alexia V.

Emil Ohlsson

Emil Ohlsson

Anna O.

Anna O.

Gabriel S.

Gabriel S.